RELEASES EMPRESARIAIS

TERÇA-FEIRA, 19 DE NOVEMBRO DE 2019 - Horário 14:10
nbe
ECO/ PRNewswire - Nunca muito longe, nunca muito tarde: Compradores chilenos ajudam a expandir a influência da Feira de Cantão na América do Sul

GUANGZHOU, China, 19 de novembro de 2019 /PRNewswire / -- "Nos últimos nove anos, a Feira de Cantão tem sido a minha vida", disse Rodrigo Aballay Rosas, presidente do Instituto de Cultura Asiática do Chile, participante e líder de um grupo de compradores do Chile há nove anos.

A 126a Feira de Cantão que terminou em 4 de novembro recebeu 186.015 compradores, 40,17 por cento dos quais eram novos visitantes. Embora o aumento no número de participantes tenha acontecido pela eficácia da equipe de promoção da Feira de Cantão, que viaja a todas as partes do mundo para promover o evento, há outra força em jogo. Compradores seniores e influenciadores em seu campo, como Rodrigo Aballay Rosas, começaram a promovê-la em suas comunidades. Alguns, no entanto, foram além.



Tendo fundado o Instituto de Cultura Asiática do Chile em 2008, Rodrigo tornou-se um defensor ativo da feira em 2011, quando começou a promover o evento para compradores chilenos. Com seu esforço e o apoio do Ministério de Economia chileno, ele levou mais de 5.000 compradores à China nos últimos nove anos.

Muitos desses novos compradores lamentaram não ter vindo mais cedo quando experimentaram a diversidade da Feira de Cantão pela primeira vez. Citando questões como distância e diferença cultural, muitos acreditavam que "a China está muito longe do Chile e é difícil fazer negócios. No entanto, quando começaram a viagem, acharam tudo fácil", disse Rodrigo.

Desde sua primeira visita até hoje, Rodrigo se inspirou na flexibilidade única demonstrada pelas empresas chinesas, bem como na vontade de continuar aprendendo com o mundo e se adaptando às condições do mercado para melhorar o país. O resultado levou a um aumento e aprimoramento do processo de fabricação, que elevou não apenas a produção chinesa aos mais altos escalões de qualidade, mas também atendeu às necessidades dos compradores internacionais que buscavam produtos cada vez mais exclusivos e avançados.

Desde que escolheu a Feira de Cantão como porta de entrada para os negócios, Rodrigo produziu um programa de TV intitulado "Conexão Ásia" para contar as histórias do povo chileno na Feira. Nos últimos cinco anos, 60 episódios foram ao ar no Canal 13C, levando a um aumento no número de participantes na Feira, bem como a um crescente interesse pela China.

Lideradas por Rodrigo, 270 empresas chilenas participaram da 126a Feira de Cantão deste ano. Ele estima que na primavera de 2020, até 400 empresas poderão participar.

A China é o principal parceiro comercial do Chile há dez anos consecutivos. O valor total do comércio bilateral entre China e Chile atingiu US$ 20,78 bilhões no primeiro semestre de 2019. Olhando para o futuro, Rodrigo disse que fará todo esforço possível para continuar trabalhando com a Feira de Cantão e ajudar mais pessoas no Chile a fazer negócios com a China. "Não consigo imaginar viver o resto da minha vida sem a Feira de Cantão", disse Rodrigo.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1031818/Canton_Fair.jpg

 

FONTE Canton Fair


© 2014 Todos os direitos reservados a O Globo e Agência O Globo. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.